Busca de Imóveis

banner

Como escolher seu intercâmbio

Você quer fazer um intercâmbio, mas tem dúvidas sobre o destino? Tudo bem, são muitas opções de lugares para conhecer. Alguns frios e outros quentes, regiões que só de andar pelas ruas da cidade te contam a história e metrópoles que te colocam em contato com tecnologia e natureza. Então, que tal uma ajuda para tomar essa decisão?

“Saber qual o seu perfil de viajante vai te ajudar não só a escolher o destino, mas a planejar todo o intercâmbio”, comenta Fabiana Fernandes, gerente de produtos da CI Intercâmbio e Viagem.

De acordo com a especialista, conhecer bem os gostos e preferências do cliente ajuda a encontrar o país ideal, considerando fatores econômicos, profissionais e sociais dos países. Na CI Intercâmbio e Viagem os principais destinos para intercâmbio em 2017 foram Canadá (39%), EUA (17%), UK (16%), Oceania (8%) e Irlanda (8%), com destaque para Malta (6%) e África do Sul (5%), cuja procura vem crescendo nos últimos anos.

 

Destino X Perfil

- Não posso ficar sem uma praia ou contato com a natureza

Se você espera o final de semana chegar para correr para a areia e água salgada, ou se não vê a hora de fazer uma boa caminhada com muito verde e a céu aberto, é bom começar suas buscas por destinos reconhecidos pelo calor e pelo sol presente no dia a dia.

Para esse perfil de intercambista países como Austrália, EUA, Nova Zelândia, Malta e África do Sul são ótimos destinos para desenvolver o inglês e aproveitar belas praias e a natureza. Existem ainda lugares na Inglaterra, como Brighton, que também podem surpreender com suas praias.

- Estou aqui para negócios

Para quem quer dar um up na carreira, aumentar o networking e ainda aperfeiçoar um segundo idioma, pesquisar destinos que permitam fazer cursos profissionalizantes vai tornar a experiência completa do começo ao fim.

Alguns destinos que disponibilizam programas de curta duração voltados para negócios são os EUA, Nova Zelândia, Canadá, Suíça e Inglaterra.

- Quero mesmo é conhecer os pontos históricos

Visitar museus, monumentos, igrejas, ruínas e registrar tudo em fotos. Se esse roteiro está sempre em suas viagens, o caminho a seguir é pesquisar destinos que deixaram sua marca na História.

Países na Europa são uma ótima escolha para esse perfil de intercambista. A proximidade de um país com o outro ainda facilita conhecer muitos outros pontos históricos do velho mundo.

- O propósito é ajudar o próximo

Se cuidar das pessoas, dos animais e do meio ambiente é algo que você está buscando, começar a pesquisar destinos que permitam o trabalho como voluntário é o caminho a seguir.

Países como Tailândia, Cidade do Cabo e África do Sul são os destinos para esse perfil de viajante.

- Minhas horas vagas quero investir nos esportes

Praticar um esporte e ainda melhorar o inglês, alguns intercâmbios permitem aproveitar as instalações das instituições de ensino. São muitas modalidades: futebol, natação, vôlei, corrida, entre outros.

Os EUA é o destino ideal para desenvolver suas habilidades físicas, esportivas e aprender o segundo idioma.

 

Após identificar o seu perfil de intercambista é a hora de reunir todos os possíveis destinos que encaixam nas suas preferências e escolher qual intercâmbio fazer, quanto tempo ficar e quanto pretende gastar. “Essa vivência internacional escolhida de acordo com o gosto do viajante trará benefícios tanto na vida pessoal quanto profissional da pessoa”, completa Fabiana Fernandes.

Fonte – Assessoria de Imprensa CI

 

Leia Mais

Arte de receber

A palestrante, instrutora e consultora de imagem especializada em Comportamento, Moda, Etiqueta Social e Corporativa, Dress Code e formada em Protocolos Internacionais pela renomada The Protocol School of Washington, Rachel Jordan, dá as dicas.

Ter boas maneiras à mesa é extremamente importante. É uma demonstração de respeito tanto com as pessoas que estão ao seu lado quanto consigo mesmo. Algumas pessoas não se preocupam muito com o modo à mesa dos outros, mas existem outras que podem levá-lo a sério e considerá-lo como um fator negativo para a sua imagem pessoal e profissional. Alguém com maus modos à mesa é geralmente percebido, correta ou erroneamente, como desagradável, descuidado e/ou egoísta. Saiba quais maus modos à mesa podem ser uma primeira impressão negativa:

1. Mastigue com a boca fechada.
2. Mantenha o smartphone fora da mesa e ajuste para silencioso ou vibrador. Aguarde para verificar as chamadas e os textos até terminar a refeição – e longe da mesa.
3. Não use seus talheres como se estivesse usando uma pá ou esfaqueando sua comida.
4. Não palite os dentes na mesa.
5. Lembre-se de usar o seu guardanapo para limpar os lábios antes de beber algo.
6. Espere até terminar de mastigar para beber algo, a não ser que esteja engasgada.
7. Corte apenas um pedaço de comida de cada vez.
8. Sentada, encoste a lombar na cadeira para que sua postura fique ereta. Evite ficar com a postura encolhida e não “deite” na cadeira ou jogue a mesma para trás como se fosse de balanço.
9. Em vez de cruzar o braço na frente das pessoas para pegar algo, peça para que o que você precisa seja passado para você.
10. Participe da conversa durante a refeição, isto quer dizer falar e escutar.

Outras informações e dicas de etiqueta e imagem:

Site: www.racheljordan.com.br

Facebook: facebook.com/racheljordanimagemecomportamento

Instagram: racheljordan__

Youtube: youtube.com/falandodeestilo

Leia Mais

Profissionais na obra: orientações para construção

Uma pesquisa realizada Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e pelo Instituto Datafolha mostrou que a maioria das reformas ou construções particulares no Brasil é feita sem a assistência de um profissional especializado, em desrespeito às leis e normas vigentes no país.

A pesquisa apontou que 54% da população economicamente ativa já construiu ou reformou imóvel residencial ou comercial. Desse grupo, 85,40% fizeram o serviço por conta própria ou com pedreiros e mestres de obras, amigos e parentes. Apenas 14,60% contratou arquitetos ou engenheiros.

Segundo a legislação brasileira, toda nova edificação deve ser registrada junto ao governo e possuir um responsável técnico, que pode ser um arquiteto ou engenheiro devidamente registrado em seu conselho profissional (CAU ou CREA).

Os arquitetos são profissionais habilitados para orientar todo o processo de uma construção, desde a escolha do terreno até a entrega das chaves, desenvolvendo projetos arquitetônicos, fazendo a compatibilização entre os projetos complementares ao de arquitetura (estruturas, instalações prediais, paisagismo, automação, por exemplo), especificando materiais e serviços, controlando as compras e os recebimentos de materiais, contratação de serviços e fazendo a documentação da obra (aprovação de projetos, pedidos de vistorias etc.)

Muitos erros no planejamento de uma construção acontecem devido à falta desses profissionais. O arquiteto e sócio-diretor na CAT Engenharia e Arquitetura, Adriano Bosetti, fala sobre os principais erros.

O primeiro deles é escolher o terreno sem uma orientação técnica. O segundo é contratar os profissionais responsáveis pela elaboração dos projetos pelo preço. O barato pode sair caro. O mesmo vale para a contratação de serviços e compra de materiais. Materiais mais baratos têm, via de regra, vida útil mais curta. A maioria das pessoas pensam que a construção é o momento mais caro de uma obra, mas esquecem que as manutenções custarão muito mais, sobretudo se demandarem reformas e reparos.

Outro erro muito comum é dispensar o profissional do gerenciamento da obra para economizar na administração. Deixar por conta do construtor, de um amigo, parente ou tentar fazer por conta própria com certeza trará uma economia imediata, mas em poucas semanas as dores de cabeça aparecerão e os problemas serão mais difíceis de resolver, o que normalmente significa gastar mais tempo e dinheiro do que o previsto. Não se deve automedicar! Da mesma forma, não se deve construir nem reformar sem contratar os serviços legais e necessários de arquitetos e engenheiros!

Fontes: Adriano Bosetti  e CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo)Veja aqui os dados da pesquisa www.caubr.gov.br/pesquisa2015/

Leia Mais

Além dos cartões postais - Paris

1)      Apreciar arte além do Louvre: Musée Rodin
Por mais que o Louvre seja uma experiência incrível, em uma única visita é difícil aproveita-lo como um todo, além de ser um enorme ponto de encontro dos turistas. Dessa forma, é importante considerar outros museus para visita e ter experiências mais confortáveis. O Musée Rodin, por exemplo, era um hôtel particulier (termo francês para Palácio Urbano) o qual o escultor Auguste Rodin usou como oficina. Além das incríveis obras do escultor, você se sentirá acolhido nessa grande casa rodeada por um belíssimo jardim, como um convidado da época aristocrática. Outras opções: Centre Pompidou aos amantes de arte moderna ou o Musée D’Orsay, antiga ferroviária da cidade.

2)      Comer o escargot de pistache e chocolate do Du Pain et Des Ideés

Du Pain et Des Idées é reconhecida como uma das melhores boulangeries da cidade. O escargot doce de pistache com chocolate (não o caracol em si, mas uma espécie de massa folhada no formato do molusco) é uma bela experiência gastronômica. Uma dica: evitar horários de pico como fim da tarde e aproveitar para sentar na beira do canal saint-martin, que é próximo.

3)      Passear pelo Marché Montorgueil

Até o escritor Honoré Balzac cita a Rue Montorgueil em sua obra “Comédia Humana”. De confeitarias a floriculturas, peixarias a livrarias, é maravilhoso caminhar pela agitação da rua e petiscar frutas e queijos ao longo do passeio.

4)      Tomar um café ou drink no rooftop do Printemps

Printemps é um departamento de lojas de luxo assim como as Galerias Lafayette. Porém, muitas vezes mais vazio – e tão elegante quanto. O seu rooftop tem uma das mais belas vistas de Paris. Tomar um café ou um drink no restaurante Deli-Cieux é um passeio simples e inesquecível.

5)      Descobrir as passagens cobertas de Paris

Paris é cheia de charmes escondidos. Um desses charmes pode-se descobrir nas passagens cobertas entre as ruas que abrigam lojas e restaurantes. Passage des Paronamas é a mais antiga da cidade, e sua arquitetura é um teletransporte para a mais tradicional Paris de anos passados.

 

Leia Mais

Cuidados com sofá de couro

A manutenção de sofá de couro é simples mas tem alguns cuidados. Para limpar o couro liso, use sabão ou sabonete com amaciante ou um pano úmido com água de detergente. Para retirar o excesso de sabão, passe outro pano levemente umidecido em uma solução de 50ml de vinagre e álcool para 3 litros de água.

Se for couro sintético, use apenas água e sabão neutro, esfregando com uma escova e depois passe um pano úmido para retirar o sabão.

Para conservar, mantenha hidratado a cada 8 meses. Assim você evita rachaduras, trincas e descamações do material e mantem sempre macio e brilhante.

Leia Mais

CUIDADOS COM OS LIVROS

Os livros são alguns dos mais queridos objetos da casa e com eles devemos tomar alguns cuidados especiais.

Aqueles livros da prateleira estão com cheiro ruim? Temos a solução. Use talco.

O processo é maçante. Polvilhe uma página com talco e deixe ao sol por, no máximo, 3 minutos para os raios UV não afetarem o papel. Impe o talco e vire a página aplicando mais talco e novamente deixe ao sol. Faça isso em todo o livro. É maçante? Sim! Mas vai ajudar muito na hora de tirar o cheiro ruim.

Depois que tirar todo o cheiro ruim, o ideal é limpar pelo menos uma vez por semana a estante com espanador para evitar que a poeira se acumule sobre os livros.

Achou excremento de barata? Aspire com um aspirador de pó depois feche o livre segure bem a capa. Jogue um pouco de bicarbonato de sódio em volta e passe uma escova de dente velha para espalhar, assim as baratas não voltam. Deixe um pouco de sal em volta da estante para garantir que essas convidadas indesejadas apareçam por lá.

Com alguns cuidados básicos os seus livros terão uma longa vida.

Leia Mais

Dica #1 - Como limpar mármore

Hoje no Blog da Maria Aires Imóveis vamos te dar 6 dicas para remover manchas de mármores.

1) Para tirar manchas escuras ou amareladas das peças, utilize uma mistura de vinagre com água e esfregue usando uma escovinha. Depois lave bem.

2) Para fazer com que as bancadas de mármore branco parem novas e tirar as manchas de ferrugem, esfregue a metade de um limão recém-cortado, depois utilize pano molhado em água limpa e seque com um tecido que não solte pelos.

3) Se tiver queimadura de cigarro, você terá que fazer um polimento na peça.

4) Manchas de vinho e café podem ser removidas com uma solução de 500m de água e 3 ou 4 colheres (sopa) de bórax. Esfregue com uma escovinha e enxágue bem depois que a mancha tiver saído.

5) Bancadas de mármore podem brilhar de novo se você jogar sal e esfregar com pano molhado. Depois só enxaguar bem e secar com tecido macio.

6) Pisos de mármores podem recuperar o brilho. Para isso você deve esfregá-los com pano umedecido em uma solução de um copo de água oxigenada e 12 de água.

Gostou da dica? Essas e outras estão em nosso blog.

Leia Mais