Desafio fitness - Dicas da educadora

Se inspirou na história do casal Wolf e quer começar uma atividade física? Adriana Takeuchi Cerri, da R4H Assessoria Esportiva dá algumas orientações.

-Qualquer pessoa, seja criança, jovem, adulto ou terceira idade, deve passar por uma avaliação médica antes de começar qualquer treinamento. Com a liberação do médico, a orientação é procurar um profissional da área de educação física, principalmente para quem é sedentário.  “O profissional vai orientar sobre as técnicas e postura, e no caso da corrida como pisar, a importância do tênis adequado e da hidratação. Hoje, temos muitas assessorias esportivas que orientam esse tipo de treinamento. Quando se está inserido num grupo, o iniciante não treina sozinho, fica motivado em melhorar, evoluir e alcançar seu objetivo”.

-Pessoas com problemas de saúde, como diabetes, hipertensão ou hérnia de disco, por exemplo, podem correr, mas tem que ter orientação médica. “Ser sedentário não é bom. Quem tem alguma doença crônica ou mesmo uma hérnia pode sim praticar a corrida. Nesses casos, a presença de um profissional e também a avaliação médica periódica são fundamentais. Seguir as orientações e os cuidados farão com que a pessoa tenha mais saúde. A corrida, aliada a uma alimentação balanceada, só traz benefícios, ajuda a prevenir e combater vários doenças”, explicou Adriana.

-Motivação – O casal Wolf é uma referência para o grupo. Durante os 365 dias do desafio, as mudanças físicas foram acompanhadas e motivaram os outros integrantes. Finalizado o desafio do casal, os outros esportistas propuseram um desafio: alcançar um objetivo em 30 dias. “Na semana que o desafio do casal terminou, o pessoal sugeriu um desafio coletivo. Cada um com sua meta por 30 dias. Começar a correr, correr um pouquinho mais, emagrecer, melhorar a alimentação, aumentar a frequência de treino. Eles estão motivados graças ao casal”, conclui a educadora física.