Um cinema para chamar de nosso

Um cinema pra chamar de nosso

Produtora de S?o Carlos que constr?i o cinema nacional de anima??o

Ficou curioso para saber mais do cinema produzido no interior de S?o Paulo. Abaixo segue a entrevista da equipe da Maria Aires em Revista com o diretor e produtor executivo Tiago Mal, que sabe tudo de stop motions e falou um pouco sobre a t?cnica e o longa-metragem que est? produzindo.

Na t?cnica do Stop Motion como s?o confeccionados os personagens?


? preciso construir um ?esqueleto? interno que tem a fun??o principal de dar mobilidade e proporcionar sustenta??o para que o personagem fique est?tico enquanto ? fotografado. Este ?esqueleto? pode ser constru?do de forma simples utilizando arame e massa ep?xi, ou com uma estrutura mais complexa de pe?as met?licas com articula??es de esfera. Para dar forma ao personagem podem ser utilizados diversos materiais como, por exemplo, massa de modelar, espuma, tecido, silicone, resina etc. Tudo depende do resultado est?tico pretendido.

Como s?o constru?dos os cen?rios?

N?o existem muitas regras para a constru??o do cen?rio, tudo depende mais uma vez do resultado est?tico desejado. No entanto, ele deve ser constru?do de modo a n?o se movimentar de forma indesejada durante a realiza??o da anima??o. Tamb?m pode ser utilizado o chroma key (fundo de uma cor ?nica e homog?nea), que depois ser? substitu?do digitalmente por outra imagem.

E quando tudo estiver pronto?

? quando dever? ser feita a ilumina??o do cen?rio e dos personagens para a obten??o do visual desejado (dire??o de fotografia). Assim como o cen?rio, a ilumina??o n?o deve sofrer varia??es indesejadas. Por fim acontece o processo de anima??o, em que o personagem vai sendo manipulado nas posi??es e ? fotografado. Para se criar uma movimenta??o fluida ? preciso que cada mudan?a de posi??o seja muito sutil. Esta parte do processo depende totalmente das habilidades do animador, pois ? ele que vai determinar a forma de ?atua??o? de cada personagem, assim com a dura??o de cada a??o, o que se torna ainda mais complexo quando existem v?rios personagens em cena, cada um com uma ?personalidade? ?nica e movimentos pr?prios.

Atualmente, a Rocambole vem desenvolvendo o longa-metragem Teca e Tuti em: uma noite na biblioteca. Como surgiu o roteiro e como ? produzir esse filme no Brasil, no interior de S?o Paulo?

O Roteiro conta a hist?ria da pequena tra?a Teca e de seu ?caro de estima??o, Tuti, em uma aventura pelo universo m?gico da leitura. Ele surgiu a partir do tema central abordado no curta metragem ?A Tra?a Teca?, escrito e dirigido por Diego Doimo como projeto de conclus?o do curso de Imagem e Som (UFSCar). O curta teve grande sucesso em festivais e principalmente em exibi??es em escolas e bibliotecas. Devido ? boa receptividade, a produtora decidiu criar uma hist?ria ainda mais interessante e complexa, com novos personagens, mais aventuras e uma trilha sonora composta exclusivamente para o filme.

Quanto a produzir uma anima??o stop motion no Brasil, essa tem sido uma experi?ncia enriquecedora, pois estamos trilhando um caminho pouco explorado. Embora atualmente algumas tecnologias estejam mais acess?veis, muitos problemas exigem solu??es criativas, principalmente quando estamos trabalhando com baixo or?amento. Produzir no interior tem contribu?do muito para a redu??o de alguns custos, mas ainda h? certa falta de profissionais especializados em anima??o. Al?m disso, mesmo se tratando de um filme infantil e de car?ter educativo, a principal dificuldade para a equipe de produ??o tem sido encontrar patrocinadores que apostem na ideia.


Uma tra?a e um ?caro, muito emp?ticos e aventureiros, parecem ter tudo para atrair as crian?as. Que outros aspectos, na vis?o de voc?s, podem contribuir para o sucesso com o p?blico infantil?

Al?m do visual diferenciado da anima??o stop motion, outro aspecto importante ? um roteiro leve e cheio de aventuras, que busca incentivar o prazer da leitura. A trilha sonora criada exclusivamente pelo renomado compositor H?lio Ziskind, que foi autor de temas para os programas infantis da TV Cultura (Coc?ric?, Castelo R? Tim Bum, entre outros), certamente contribuir? para o sucesso com esse p?blico.


Tiago Mal ? s?cio da Rocambole Produ??es e bacharel em Imagem e Som pela Universidade Federal de S?o Carlos. Atua h? mais de 10 anos na Rocambole Produ??es como Produtor executivo, Diretor, Diretor de fotografia e Gaffer.